Mudanças


 

Mudanças 

Por Robert J. Tamasy

 

Você, seu cônjuge ou alguém que conhece, curtem mudar regularmente as coisas de lugar? Talvez isso inclua reorganizar os móveis ou a decoração de um ambiente da casa, redirecionar os negócios da empresa, o quê, como e porque as coisas são feitas, ou desejar mudar de emprego, de empresa ou mesmo de carreira.

 

Mudanças são inevitáveis: ocorrem quer gostemos ou não. Veja o clima, por exemplo. Já vivi em cidades onde costumávamos comentar: “Se você não gosta do tempo que está fazendo, espere só um minuto”. Temos também a economia, a política, preferência de clientes ou o simples processo de crescimento. Mudanças acontecem!

 

Para alguns, tolerância à mudança é inata, acatada com ansiedade. Outros resistem a ela, especialmente quando não acontece segundo seus termos. Quer apliquem-se a práticas e sistemas empresariais, à introdução de nova tecnologia, ao quadro de pessoal e à liderança, alguns a acolhem, enquanto outros a combatem com cada gota de energia que possuem.

 

Mudança é tema recorrente na Bíblia. No Antigo Testamento encontramos exemplos de pessoas que precisaram fazer mudanças dramáticas quando Deus as chamou para Seu serviço. E o Novo fala sobre mudanças decorrentes de crescente relacionamento com Jesus Cristo. Colocando isso no contexto do século XXI, significa que o compromisso espiritual terá impacto reconhecível na forma de vivermos, trabalharmos e desenvolvermos relacionamentos. Considere o seguinte:

 

Tornando-se nova pessoa. As Escrituras nos dizem que ter relacionamento com Deus através de Jesus Cristo significa ganhar nova vida. “Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho e já chegou o que é novo” (II Coríntios 5.17). “Eu fui morto com Cristo na cruz. Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim…” (Gálatas 2.19-20).

 

Rompendo com velhos comportamentos. A busca para obedecer a Deus, seja no desempenho de nossas responsabilidades profissionais, no lar ou outra parte, geralmente implica em mudanças e não adaptação de comportamentos antigos e familiares. “…Ninguém corta um pedaço de uma roupa nova para remendar uma roupa velha. Se alguém fizer isso, estraga a roupa nova, e o pedaço de pano novo não combina com a roupa velha. Ninguém põe vinho novo em odres velhos. Se alguém fizer isso, os odres rebentam, o vinho se perde… Vinho novo deve ser posto em odres novos” (Lucas 5.36-38).

 

Edificando sobre a nova obra de Deus. A Bíblia ensina que Deus aprecia mudanças e tem prazer em permitir que sejamos parte delas. Isso pode envolver o trabalho que fazemos ou a forma como o fazemos. “Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não a reconhecem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo” (Isaías 43.19). 

Maná da Segunda

Anúncios