Construindo Empresas Dignas de Confiança


Construindo Empresas Dignas de Confiança

Por Rick Boxx


A Agência Edelman tem realizado pesquisas importantes sobre temas relacionados ao mercado de trabalho global. Recentemente ela concluiu um extenso estudo, solicitando a um grupo representativo de pessoas que expressassem seu nível atual de confiança nos executivos corporativos e suas empresas.
Em pesquisas similares realizadas no passado os entrevistados apontaram performance financeira e qualidade dos produtos como alguns dos atributos que influenciavam sua confiança nesses líderes. Desde o colapso econômico mundial entretanto, a importância desses fatores decresceu dramaticamente. As questões preponderantes agora, relatam os pesquisadores da Edelman, incluem práticas transparentes e honestas e ser uma empresa na qual se possa confiar.
Parece que muitas pessoas se deram conta de que demonstração de performances financeiras notáveis não se reflete necessariamente na confiabilidade da empresa. Em outras palavras, se você não pode confiar naqueles que geram esses impressionantes números, que importância eles podem ter?
É claro que a credibilidade de muitos setores do universo empresarial e profissional tem acusado grandes golpes nos últimos anos. “Em quem você pode confiar?” – é a pergunta que muitos têm feito e infelizmente não tem sido fácil respondê-la. Desde líderes destacados da esfera governamental, passando por executivos renomados a empresários em ascensão, integridade e honestidade parecem ter se transformado em qualidades cujo suprimento vem diminuindo mais e mais.
Deveríamos examinar um livro antiquíssimo, a Bíblia, para encontrar um exemplo clássico de como um verdadeiro líder deve agir. Eu ousaria propor que nos tornássemos líderes como Daniel, cuja vida é descrita no Velho Testamento. Em Daniel 6.4 lemos:“Não puderam achar nele falta alguma, pois ele era fiel; não era desonesto nem negligente.” Tornara-se líder preeminente na Babilônia para desagrado de seus oponentes, que determinaram que a melhor maneira de minar a crescente autoridade e prestígio de Daniel seria lançar descrédito sobre suas ações.
Apesar dos esforços, seus oponentes fracassaram no intento de desafiar a integridade de Daniel e, ao colocá-lo em perigo, acabaram por ocasionar a própria ruína. Quando as falsas alegações foram desmascaradas, seus acusadores foram executados, ao passo que deveres ainda mais importantes foram confiados a Daniel no reinado do rei Dario. Dadas as adversas circunstâncias que enfrentava ninguém poderia culpar Daniel se ele transigisse em sua ética pessoal. Mas ele permaneceu fiel a suas convicções e, como resultado, foi ricamente recompensado.
Se você deseja construir e manter uma reputação empresarial vigorosa, seria sábio que você e sua equipe se tornassem como Daniel, provando sua determinação de ser digno de confiança, diligente e impecavelmente honesto. “A integridade dos justos os guia, mas a falsidade dos infiéis os destrói” (Provérbios 11.3).

 

Anúncios