Salmo 23


 

"O Senhor é o meu pastor e nada me faltará.

 

Como ovelha não enxergo além de 3 metros e com óculos. Como ovelha preciso de um pastor por perto para me orientar e não deixar que caia ou me perca.

 

Qual o homem conseguiria executar hábil tarefa? Como homem sentiu nossas necessidades e fraquezas sabe o que é melhor para nós. Buscar o Senhor,  ser orientada, andar bem juntinho. Por minhas forças, não consigo.

 

Deita-me em verdes pastos  e  guia-me mansamente em águas tranqüilas. Refrigera a minha alma, guia-me  pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.

 

Alimenta e dá segurança para suas ovelhas, Deus em forma de homem não tinha onde reclinar a cabeça, sua comida consistia em fazer a vontade do Pai, isso me anima, sempre nessa jornada, ainda que não veja saída, revigora para não cair na tentação da ociosidade e preguiça e perda de criatividade.

 

Ainda que eu ande pelo  vale da sombra da morte, não  temerei mal algum, porque Tu estás comigo, a  Tua vara e o Teu cajado me  consolam.

 

Quando eu era criança tinha tanto medo de tudo, trouxe comigo todos esses medos para a fase adulta. Depois de Cristo, sinto segurança, o medo não acabou de todo, é que ao meu lado tenho coragem para realizar  as coisas que preciso, no meio do caos ainda.

 

Prepara-me uma mesa perante os meus  inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.

 

Inimigos, são poderosos, principalmente, quando invisíveis a simples detecção da presença garante-nos  astúcia, o que antes de Ti seria impossível; ter estratégias.

 

Certamente que a bondade e a misericórdia me  seguirão todos os dias da  minha vida e habitarei na casa do SENHOR  por longos dias."

 

Não sou a que faço uma obra para Ti, Senhor, querido e Amigo Jesus,  a sua bondade e paciência, porque não varadas, me molda. Graças Pai. Aleluia!

 

Anúncios