Problemas embaraçosos


 

Problemas embaraçosos

Dr. Alessandro Loiola*/Especial para BR Press

 

 

(BR Press) – Alguns problemas simples do animal humano podem ser extremamente embaraçosos. Dependendo do caso, pode ser constrangedor até mesmo marcar uma consulta para tentar resolver o assunto: você corre o risco de ser recebido pelo médico com uma daquelas caras de "…mas o que esse sujeito veio fazer aqui, afinal de contas?".

 

Para facilitar sua vida, listei seis problemas teoricamente irrelevantes que podem lhe interessar – ou a alguém que você conhece.

 

CHULÉ

 

Dos vários odores típicos da sociedade moderna, poucos se igualam ao bom e velho chulé. Se você ainda duvida, respire fundo e sinta todo o frescor e suave aroma do tênis All Star de seu sobrinho adolescente. Mas, antes de conduzir este experimento, certifique-se de que a pessoa ao seu lado sabe realizar manobras de ressuscitação cardiorrespiratória. Jamais subestime o potencial letal de um bom tênis de lona.

 

Os odores que exalam dos pés estão relacionados ao ambiente quente e úmido que se forma dentro do sapato. Para controlar o chulé, use meias de algodão e sapatos feitos de materiais que facilitem a transpiração dos pés. Periodicamente, coloque sua palmilha e os tênis em um carrinho de bebê e leve-os para um agradável banho de sol – isso ajuda a eliminar alguns inquilinos indesejáveis, como fungos e bactérias. Se quiser optar pelo supra-sumo da sofisticação, compre um talco próprio para calçados e aplique à noite.

 

MAU HÁLITO

 

Se você se acha um conquistador nato, saiba que o que as mulheres observam mesmo é seu estado geral de higiene – e suas nádegas. Nada de bíceps de 50 cm ou abdome tanquinho: sapatos asseados, barba feita, uma roupa que pareça limpa e bons dentes são suas principais ferramentas de sedução. Mas bons dentes com mau hálito podem comprometer todo o pacote.

 

Apesar de escovar corretamente os dentes ajudar a prevenir cáries, a escovação pode no máximo disfarçar um pouco o mau hálito. O problema, na verdade, costuma estar escondido na língua, na garganta ou no estômago – não nos dentes.

 

As bactérias presentes nessas regiões produzem compostos sulfurosos e, quando em excesso, podem dar ao seu bafo um toque acebolado com pitadas de alho. Escovar sua língua não irá eliminar estes compostos sulfurosos, mas beber bastante água durante o dia e utilizar soluções apropriadas para enxaguar a boca sim.

 

SUOR EXCESSIVO

 

Algumas pessoas suam aos menores esforços como tivessem saído de um dilúvio. Na maioria dos casos, o suor excessivo é traço genético hereditário, mas eliminar seus pais ou a família inteira não resolverá o problema. Converse com seu médico de confiança para excluir a possibilidade de problemas na tireóide, nos níveis sangüíneos de açúcar, alterações cardíacas e outros transtornos com manifestações parecidas.

 

Nos casos extremos, podem ser indicados procedimentos cirúrgicos para diminuir o suor nas palmas das mãos ou mesmo injeções periódicas de botox – essas injeções são capazes de paralisar as glândulas sudoríparas da região tratada por 6 a 12 meses.

 

BOLINHAS VERMELHAS

 

Aquelas pequenas bolinhas vermelhas que surgem nas nádegas, nas coxas e nos braços podem ser um problema denominado ceratose folicular. A ceratose é causada pela formação de pequenas rolhas endurecidas nas aberturas dos poros. As bolhas causam a retenção da secreção sebácea podendo formar lesões semelhantes a espinhas que, algumas vezes, podem inflamar e deixar manchas residuais.

 

Apesar de não existir um tratamento definitivo, uma boa loção ou creme pode ajudar a controlar o problema. Também é recomendável evitar roupas apertadas, tecidos sintéticos e aplicação de produtos cosméticos gordurosos nas áreas afetadas.

 

PELE OLEOSA

 

O excesso de oleosidade da pele pode estar relacionado à dieta, hereditariedade, níveis hormonais, gravidez, uso de contraceptivos orais, cosméticos, calor e umidade. Apesar daquela aparência permanente de atendente de lanchonete, existe uma vantagem: a pele oleosa envelhece mais lentamente que outros tipos de pele.

 

Um cuidado extra com a higiene, lavando os locais mais afetados com água morna e sabonetes neutros, duas ou três vezes ao dia, será suficiente para manter sua pele saudável. Mas atenção: evite produtos químicos muito fortes ou lavar com frequência exagerada. Isso irá apenas estimular a pele a produzir mais óleo.

 

DENTES AMARELOS

 

Fumar e consumir bebidas escuras em excesso (p.ex.: café, chá, refrigerantes a base de cola e vinho vermelho) podem alterar a coloração do esmalte dentário. E quanto mais tempo as manchas permanecerem nos seus dentes, mais difícil será retirá-las de lá. Pastas de dente contendo peróxido de carbamida ou sílica hidratada podem ajudar, mas os resultados mais dramáticos são obtidos através de tratamentos odontológicos especializados.

 

(*) Dr. Alessandro Loiola é médico, escritor e palestrante. Autor de, entre outros livros, Para Além da Juventude – Guia para uma Maturidade Saudável (Editora Leitura). Fale com ele pelo e-mail aloiola@brpress.net ou pelo Blog do Leitor.

 

 

Yahoo! 

Anúncios