Estudo afirma que rugas não são apenas uma questão de aparência


 

Estudo afirma que rugas não são apenas uma questão de aparência

 

 

 

WASHINGTON (AFP) – As rugas do rosto não são apenas resultado de herança genética, mas podem ser produto de outros fatores, como o divórcio, o excesso de peso ou o consumo de medicamentos, segundo um estudo americano realizado com pares de gêmeos.

 

 

"A herança (genética) de um indivíduo indica inicialmente de que maneira ele envelhecerá, mas se você introduz certos fatores em sua vida, pode ter certeza de que vai envelhecer mais rápido. Da mesma maneira, se você evita estes fatores, pode reduzir os sinais da passagem do tempo", explicou Bazhaman Guyuron, presidente do departamento de cirugia estética do University Hospitals Case Medical Center.

 

 

O trabalho acompanhou 186 pares de gêmeos univitelinos, que têm a mesma composição genética.

 

 

Os resultados indicam que os indivíduos que se divorciaram pareciam dois anos mais velhos, estando o seu irmão casado, solteiro ou mesmo viúvo. O uso de antidepressivos também foi claramente associado a uma aparência mais envelhecida.

 

 

Além disso, entre os gêmeos com menos de 40 anos, verificou-se que, se um dos irmãos está acima do peso, parecerá mais velho que o outro. A situação, no entanto, se inverte depois dos 40 anos, quando o irmão mais gordo aparentará menos idade.

 

 

"O estresse pode ser o denominador comum que explica a aparência mais velha", estimou Guyuron.

 

 

O estudo será publicado na revista médica online "Plastic and Reconstructive Surgery", da sociedade americana de cirurgiões estéticos.

 

via Yahoo! 

Anúncios