Pequena Prece … em dia de chuva …


 

 

 

 

A minha voz, eu a sei bem pequena,

Em eco sutil, de mínimo alcance;

Mas se d’algo vale, Pai, dá-me a chance

De compor em versos o que me acena:

 

Pede paz, a Terra, flor de açucena,

Exausta da gente… E o sonho distante

Que a mesma gente confia, inda errante,

De vê-la mais forte, só se apequena.

 

Minha voz pequena enfraquece junto,

Mergulha na Terra, já sem assunto,

Perece em silêncio e desesperança;

 

Mas se vale a prece, Pai, dá somente

Que tanto pranto regue a voz-semente,

E que dela brote um verso-mudança.

 

 

site de poesias

 

Anúncios