Não caia em papo de boteco


 

Não caia mais em papo de boteco

Diferencie mitos e verdades quando o assunto são

bebidas alcoólicas

 

FOTO:FFFFOUND!

 

Ficar de ressaca porque exagerou na dose e, de quebra, ganhar quilos extras é tudo o que seu corpo não precisa. Para evitar isso, fique de olho na sigla GL, presente no rótulo de cada bebida: é ela quem indica o teor alcoólico do que você está consumindo — além, é claro, de reparar a quantidade de calorias e maneirar no consumo.

 

"Quanto maior a quantidade de álcool ingerida, maiores são os prejuízos para a saúde, principalmente para o cérebro e o fígado", alerta a nutricionista Fabiana Honda, da consultoria nutricional Patrícia Bertolucci.

 

 

Saber as diferenças entre bebidas alcoólicas também é importante na hora da escolha. Chope, cerveja e saquê, por exemplo, são obtidos a partir da fermentação de açúcares (frutose e glicose) contidos em frutos, cereais, grãos, tubérculos e cactos ação realizada por microorganismos chamados leveduras. 

 

Da destilação dos fermentados, surgem bebidas com maior porcentagem de álcool, como aguardente, whisky, gim, vodka e outras. "As bebidas fermentadas têm menor quantidade de álcool e de calorias do que as destiladas. Portanto, numa dieta de emagrecimento, elas são preferíveis em relação às destiladas", explica Fabiana.

 

Para não errar na dose e acumular prejuízos ao organismos, descubra aqui as verdades e mentiras das bebidas alcóolicas mais famosas.

 

1. Cerveja engorda mais do que vodka.

Falso. Um copo (240 ml) de cerveja contém 101 Kcal, enquanto que 200 ml de vodka carrega exorbitantes 480 calorias. A cerveja também tem menor concentração de álcool do que o destilado. Possui de 3 a 5 GL contra 37,5 GL da vodka. "A bebida fermentada contém pequenas quantidades de algumas vitaminas e minerais como vitamina B6, niacina, folato. Porém, o consumo excessivo pode causar obesidade e embriaguez", diz Fabiana Honda.

 

2. Vinho tinto é mais saudável do que vinho branco.

Verdadeiro. O vinho tinto é sempre produzido a partir das uvas roxas, enquanto os branco é procedente das uvas brancas ou roxas. A diferença é que, quando vinhos brancos são produzidos com uvas escuras, a casca da fruta é removida antes de terminar a fermentação do suco. E é na casca da uva que mora a maioria dos compostos que são benéficos à saúde.

 

Como o vinho tinto fica mais em contato com a casca, ele traz mais vantagens ao organismo do que o branco. Ele possui doses generosas de flavonóides, um antioxidante capaz de diminuir os riscos de doenças cardiovasculares, reduzir a incidência de tumores e auxiliar na absorção de minerais como cálcio, magnésio, fósforo e zinco.

 

Mas não precisa encher a taça para esbanjar saúde. Os benefícios são usufruídos com duas taças para homens e uma taça para mulheres. Até mesmo essa bebida santa tem os seus inconvenientes: pode causar alergia, enxaqueca e, em casos extremos, derrame cerebral. Seu consumo excessivo pode atacar o fígado. 

 

3. Chope e cerveja têm as mesmas calorias

Falso. As duas bebidas estão muito próximas na corrida calórica, o chope ainda leva vantagem. Uma tulipa de 150 ml tem 90 kcal e um copo de cerveja (100 ml) contém 41 kcal. Ambos têm pequenas doses de vitamina B6, niacina e folato. 

  

4. Aguardente e cachaça são a mesma bebida.

Falso. A aguardente de cana é diferente da cachaça basicamente pela origem da matéria-prima. Enquanto a aguardente é feita diretamente do destilado da cana, a cachaça é extraída a partir do melaço resultante da produção do açúcar de cana. Um copo (100 ml) de aguardente tem 231 kcal, mesma quantidade de calorias da cachaça.

 

5. A Batida de Maracujá fica mais leve se for feita com aguardente.

Falso. A não ser que você queira acordar com uma baita dor-de-cabeça no dia seguinte, a aguardente não é indicada como substituto da vodka, pois seu teor alcoólico é mais elevado e a quantidade de calorias também. O teor alcoólico da aguardente varia de 38 a 54 GL enquanto da vodka é de 37,5 GL. A adição do leite condensado na batida aumenta o aporte calórico da bebida tornando-a a opção mais engordativa de todas. Por outro lado, sua presença pra lá de açucarada diminuiu a velocidade em que o álcool é absorvido pelo organismo.

 

6. Mojito é mais fraco do que o whisky.

Verdadeiro. O Mojito é uma tradicional bebida cubana que leva rum, club soda, folhas de hortelã, limão e açúcar. É menos calórico que o whisky e com teor de álcool menor, pois o rum (40 a 50 GL) é diluído na Club Soda.

 

Já o companheiro escocês, o whisky, apresenta teor de 40 GL O ideal seria tomar com gelo ou misturar um pouco de água para diminuir o teor alcoólico. "Bebidas com açúcar e diluídas são melhores para a saúde, pois atrasam a absorção de álcool pelo organismo. Quando o álcool entra rapidamente na corrente sangüínea, não há tempo suficiente para que ele seja metabolizado. Dessa forma, ele chega ao cérebro causando alguns prejuízos como diminuição da coordenação, do reflexo e da capacidade de raciocínio", avalia a nutricionista Fabiana Honda.

 

7. Posso tomar Bloody Mary sem comer antes e não fico bêbado.

Falso. Tudo bem que o Bloody Mary leva suco de tomate, mas não é isso que faz dele um coquetel ultranutritivo. A bebida pode até fazer mal para quem tem problemas gástricos, pois além do álcool, contém grande quantidade de condimentos como tabasco, molho inglês, pimenta e suco concentrado, que podem ser irritantes para a parede do estômago. "Nenhuma bebida alcoólica, exceto vinho tinto, pode ser considerada saudável”. O tomate contém benefícios à saúde, mas recomenda-se consumi-lo acompanhado de algum alimento e não de uma bebida alcoólica", diz Fabiana. 8.

 

8. Espumantes do tipo Prosecco são tão bons como o vinho branco. Verdadeiro. Prosecco nada mais é que tipo de vinho branco espumante. Uma taça contém 85 kcal. É feita a partir das uvas também chamadas prosecco, da família das Vitis Viniferas, originária da região do Veneto, Itália. A bebida apresenta substâncias antioxidantes, mas em menor quantidade que o vinho tinto.

 

9. Caipirinha engorda mais do que a cuba-libre.

Verdadeiro. Meio copo da brasileirissíma caipirinha feita com limão, pinga e açúcar tem 274 Kcal. Já um copo de cuba com coca-cola normal tem 190 kcal o número cai para 110 kcal se a bebida for feita com refrigerante light. Nem a caipirinha feita com adoçante consegue ser menos calórica que a cuba. Fica com 231 Kcal. Na cuba-libre, o acréscimo de coca-cola aumenta a quantidade de calorias da bebida, porém a quantidade de açúcar presente no refrigerante ajuda a diluir o álcool. 

 

Minha Vida

 

Anúncios