Má alimentação X Insônia


 

 

Má alimentação está por trás dos altos índices de insônia entre os brasileiros 

 

 

 

A dieta inadequada explica por que muita gente deixa de dormir o quanto deveria

 

A insônia é mal freqüente na realidade dos brasileiros: levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa e opinião Pública Market Analysi identifica que 40% das pessoas dormem menos do que o necessário por noite e, delas, 58% revelaram sofrer com crises de insônia uma vez por semana, no mínimo.

 

Entre os mais afetados pelo problema estão os micro e pequenos empresários e colaboradores do setor privado que, na maioria dos casos, apresentam insônia aguda. Nesse grupo, o índice de pessoas que se enquadram no parâmetro de insônia varia de 30% a 50%.

 

A nutricionista e sócio-administrativa da Consultoria de alimentação Dhamma, Thais Morares, explica que a qualidade do sono causa um impacto enorme em nossa vida cotidiana, pois problemas para dormir podem afetar o trabalho, a concentração e a habilidade de interação com as outras pessoas. Durante o sono o organismo e a mente se regeneram, permitindo que você se sinta revigorado e alerta na manhã seguinte.

 

As necessidades do sono variam de pessoa para outra; sendo a média de 7 a 9 horas por noite. Você sabe se está ou não dormindo o número de horas adequadas quando se sente bem no dia seguinte a deficiência ou excesso de sono levam a pessoa a sentir-se cansada e irritadiça.

 

A nutricionista afirma que um dos grandes causadores de insônia está na má alimentação. Algumas substâncias químicas naturais do corpo aumentam o sono, mas a alimentação afeta diretamente a qualidade do sono . Confira algumas dicas:

 

1. Comer muito pode atrapalhar o sono. O excesso de comida pode causar desconforto digestivo e dificultar o processo de adormecimento.

 

2. O álcool é uma faca de dois gumes. Pequenas quantidades de álcool podem ajudar a produzir o sono. No entanto, à medida que o álcool vai sendo metabolizado pelo organismo, o sono pode se tornar fragmentado.

 

3. A cafeína pode prejudicar o sono, embora isso não se aplique a todas as pessoas. Se você for sensível a esta substância evite-a nos períodos da tarde e principalmente da noite.

 

4. Esqueça a gordura. Se você consumir refeições ricas em gordura à noite ou ingerir alimentos que causem indigestão.

 

Vida e Saúde 

Bons sonhos

 

Anúncios