Dicas para qualidade de Vida


 

Fator emocional

supera condição física

  Sólido ‘corpo emocional’ é a base da vitória na vida pessoal e profissional

 

Por Nuno Cobra

 

Já diziam os gregos na época dos Jogos Olímpicos antigos: ‘Nem sempre o mais forte, mais longe o disco lança, mas aquele que acredita”. 

 

Essa referência ao acreditar é minha, porque minha experiência nessas últimas cinco décadas, mostrou-me que esse acreditar faz toda a diferença e está diretamente ligado à emoção.

 

‘Corpo emocional’

 

Com emoção se cria a vontade de vencer e a técnica ‘aparece’ naturalmente, sem pensar.   Com a técnica, por si só, o atleta se torna frio e burocrático e passa o controle das atividades para o cérebro. Ele  se torna ‘escravo’ do intelecto e quando pensa, se inibe. Já a emoção vai para o coração, é intuitiva e muito mais rápida.

 

Na atividade física, esporte, atletismo enfim, não é técnica e tática que fazem vencer, mas a explosão de suas emoções e o valor imprescindível do acreditar permanente.

 

Em jogos, a vitória é fruto dos momentos em que os jogadores se emocionam positivamente com o combate e deixam completamente de raciocinar; saem daí os lances feéricos e magistrais, conseguindo por instantes relâmpagos, jogadas  que definem jogo. 

 

Vida pessoal e profissional

 

Na vida pessoal e profissional, são esses os fatores exigidos do verdadeiro ‘campeão’. Ele tem da mesma forma que se exuberar com o combate, com a luta, dar o seu melhor, fazendo naturalmente e simplesmente o que sabe,  independentemente das suas qualidades pessoais e de seus talentos, deve-se emocionar com desafio e acreditar sempre!

 

 

Nuno Cobra é formado pela Escola de Educação Física de São Carlos e pós-graduado pela Universidade de São Paulo. Foi preparador físico de Ayrton Senna, Mika Hakkinen, Rubens Barrichello, Abílio Diniz entre outros.

 

É autor do best-seller A Semente da Vitória (D+++++ permita-se dar esse presente a você leia). 

Anúncios