Aloe Vera


 

Aloe Vera

 

A Aloe Vera, muito conhecida no Brasil pelo nome de "Babosa", é uma planta pertencente à família das liliáceas, assim como o lírio e o alho, e é tão suculenta que se assemelha a um cactos.

A planta Aloe Vera é usada há séculos devido às suas propriedades medicinais ligadas à beleza, saúde e cuidados da pele e cabelos.

Existem cerca de 300 espécies de Aloe já descritas, mas algumas são mais nutritivas e eficazes do que outras, e a "barbadensis", é considerada a mais benéfica.

Apesar de muitos anos de utilização da resina obtida das folhas de Aloe Vera, seu consumo era reduzido, pois o Gel rapidamente sofria processo de oxidação, perdendo parte de suas propriedades.

Só recentemente foi possível estabilizar o gel e conservá-lo por meio de processos naturais a frio, preservando as qualidades dos princípios ativos existentes. A estabilização significa processar a Aloe Vera livre de contaminação por bactérias, fungos e vírus, com conservantes naturais e anti-oxidantes para proteger sua cor e paladar.

Composição da Planta:

Inúmeras e renomadas instituições científicas e docentes como o Instituto de Ciências e Medicina Linus Pauling, de Palo Alto, Califórnia; Instituto Weisman de Israel, a Universidade de Oklahoma e outros têm efetuado estudos formais sobre a Aloe Vera.

Apoiados por provas de laboratório e experiências químicas descobriram que o gel de Aloe Vera é uma mistura diversa, com ação antibiótica, antiinflamatória, adstringente, coagulante, inibidora da dor, estimulante do crescimento celular, energética, nutritiva, digestiva, desintoxicante, cicatrizante e hidratante.

Embora os cientistas não tenham descoberto ainda todos os segredos do funcionamento da Aloe Vera, eles sabem que é a "mistura específica dos ingredientes" na Aloe Vera que é responsável por conferir à planta alto teor de poderes curativos. O principal polissacarídeo é um glucomanann.

É provável que as propriedades benéficas do gel não sejam somente devidas aos polissacarídeos, mas mais propriamente a um efeito sinergético desses componentes combinados com outras substâncias presentes no gel tais como:

1. Vitaminas: (A, B1, B5, B6, B12, C, E e ácido fólico) e sais minerais ( cálcio, cromo, cobre, ferro, magnésio, manganês, potássio, sódio e zinco ), que, combinados entre si, são essenciais para uma boa saúde e têm ação antioxidante, neutralizando os radicais livres e evitando o envelhecimento das células.

2. Enzimas: (aliase, alcalinase, fosfatase, amilase, carboxipeptidase, catalase, celulase, lipase e peroxidase) que atuam nos processos digestivos, acelerando o metabolismo e, portanto, favorecendo a eliminação de toxinas e colesterol.

3. Aminoácidos: (18 dos 22 requeridos pelo corpo humano e 7 dos 8 considerados essenciais) que possuem ação regeneradora e recuperadora dos tecidos.

4. Hormônios: (auxinas e giberilinas) que auxiliam na cicatrização, e possuem ação antiinflamatória.

5. Princípios Ativos Fitoterápicos: tais como lignina, que facilitam a penetração na pele, hidratando-a e nutrindo-a.

6. Complexos Antraquinônicos: (aloe emodim, ácido aloético, aloína, antracina, antranol, barbaloin, ácido crisofônico, óleo etéreo, éster do ácido cinamônico, isobarbaloin e resistanol) que agem como analgésico, antiinflamatório nas dores de coluna e dores em geral. Possuem atividade antibacteriana, antifungicida e antiviral.

7. Saponinas: (glicosídeos) com ação anti-séptica e de limpeza.

8. Açúcares: (mono e polissacarídeos) com ação antiinflamatória e o acemanann, ativador do sistema imunológico na defesa contra os vírus, bactérias e poluição ambiental.

9. Esteróides: (identificados 4 principais esteróides de plantas: colesterol, campesterol, lupeol e Beta sitosterol) que são agentes antiinflamatórios. Além disso o lupeol também possui propriedades anti-sépticas e analgésicas. 

10. Sais Minerais: possui 9 minerais: magnésio, manganês, zinco, cobre, cromo, cálcio, potássio, ferro e sódio, essenciais para a boa saúde e que, combinados com outras vitaminas, melhoram o desempenho das mesmas.

Como Funciona Aloe Vera?

"A utilização clínica da Babosa pode converter-se no avanço médico mais importante ocorrido em toda a história da humanidade." Dr. Reginald McDaniel

O gel de Aloe Vera possui em torno de 200 nutrientes ativos já identificados e que podem ser agrupados em vitaminas, aminoácidos, hormônios, açúcares, enzimas, ácidos graxos, ligninas, saponinas, complexos antraquinônicos, sais minerais e outros, conforme já mencionado anteriormente.

O gel de Aloe Vera contém um conjunto de elementos nutricionais, com ação combinada e balanceada e por essa razão produz uma ação superior ao que seria esperado se analisássemos individualmente cada um desses componentes. Tal ação decorre da existência de um fenômeno conhecido como sinergia, que é a potencialização do efeito de determinadas substâncias em decorrência da combinação delas.

Outra propriedade identificada nesse gel chama-se adaptogênica. Trata-se da capacidade que tem o indivíduo de extrair desse produto somente o que precisa.

O Aloe Vera desempenha papel complementar em inúmeras situações, mas não podemos deixar de ressaltar, sempre, a necessidade do acompanhamento médico, uma vez que não se trata de medicamento.

 

A História da Aloe Vera

Fatos Históricos que Citam a Importância da Planta para a Humanidade

A Aloe Vera é muito conhecida por sua beleza misteriosa, sua elegância selvagem, suas propriedades terapêuticas legendárias, sendo considerada como divindade em algumas civilizações.

Era chamada de "A Planta da Saúde e Beleza", "Planta das Queimaduras", "Planta dos Primeiros Socorros" e, também, "Planta dos Milagres.

Seu primeiro registro histórico ocorreu em 1500 A.C. no Papyrus Ebers. Estes documentos egípcios detalhavam minuciosamente o valor medicinal da Aloe Vera.

Considerada a planta cujo sangue oferecia a beleza, a saúde e a eternidade, chamavam-na de a "Planta da Imortalidade".

O autor do Herbário Grego, Dioscorides (41-48 DC), fala que a planta tem o poder de "induzir ao sono, fortificar o corpo, diminuir a barriga e limpar o estômago", podendo ser aplicada em feridas, hemorróidas e usada contra a queda de cabelos, doenças da boca e gengiva, queimaduras solares, doenças de pele e outros males.

Para os imperadores da mística China, os espinhos curativos da Aloe personificavam as unhas sagradas da divindade e eles chamavam essa planta de "Lu-Hui". Era considerada boa para a saúde, felicidade, amor, longevidade e potência sexual.

Na Índia, era denominada "Cetro Divino" (as folhas apontavam para o céu).

Os índios americanos a chamavam de "A Varinha de Condão Celestial" e pertencia ao grupo das 16 plantas sagradas, adoradas como deuses.

No Japão a chamavam de "Isha Irasu", que significa: "não necessita de médico".

As tribos africanas, durante as epidemias de gripe, banhavam-se em infusões de Aloe para eliminar os germes.

A lenda conta que Aristóteles persuadiu Alexandre, o Grande, a conquistar a ilha de Socotrina, nas costas da África Oriental, a fim de garantir as quantidades necessárias de Aloe para o tratamento das feridas dos seus valentes soldados.

 

Mahatma Gandhi também utilizava o Aloe Vera, conforme seu relato:

"Vocês me perguntam quais eram as forças secretas que me sustentavam durante minhas longas jornadas. Bem, foram minha inabalável fé em Deus, meu simples e moderado estilo de vida e a Aloe, cujos benefícios eu descobri quando cheguei na África, no final do século XIX".

 

Observações Importantes

A Aloe Fortalece o Sistema Imunológico e Desintoxica o Organismo

Aloe Vera não é remédio e não deve ser usada como tal. Ela é um poderoso suplemento nutricional que auxilia a fortalecer o sistema imunológico, além de atuar na desintoxicação do organismo.

 

           Fonte: Blogosfera

Anúncios